quarta-feira, 21 de junho de 2017

Solstício de Inverno

O planeta, neste momento, assume uma inclinação que beneficia o banho astral de Renovação, os animais e plantas se recolhem, a mente humana acompanha esta tendência. Os raios de Sol fraquejam em sua missão de aquecer a Terra e doar sua energia vital aos seres. O frio, sentido desde o meio de outono, torna-se cada vez mais severo e poderoso.   O Reinado da Luz dá espaço ao Reinado das Trevas, os dias tornam-se mais curtos e as noites de nossa Alma cada vez mais longas.  O frutos das sementes agora adormecerão calados, reclusos e temporariamente reflexivos no útero da Terra. Aquilo que plantamos e colhemos nos outros períodos do ano deve ser agora estocado e nos alimentar durante a estiagem. Saborearemos individualmente os frutos espirituais, sejam eles doces e abundantes ou mesmo amargos e escassos. Que neste período de reflexão possamos nos conectar intimamente com nossos Ancestrais, Mestres e Guias na Jornada para melhor compreendermos o rumo que damos à marcha de nossa caminhada na vida!


Paz no Bosque!


Clareira "Ramo de Teixo" - McRoman /|\

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Añangá - Cervo Branco

O Cervo Branco é uma figura sagrada presente em uma série de culturas ao redor do mundo como, por exemplo, nas lendas da Escócia, entre os nativos Norte-Americanos, na mitologia japonesa Shintô (Shishigami) e inclusive em nossa Hí-Brasil. Aqui é chamado pelos povos indígenas, verdadeiros senhores desta terra, de Añangá que significa  "alma", "espírito" ou fantasma. 
Por ser metamorfo ele assume várias formas mas a mais comum é de um Cervo Branco com olhos vermelhos de chamas, também chamado de Suaçú-Añangá e sua missão é atuar como Guardião da Floresta contra intervenções danosas. Acredita-se por exemplo que é graças a ajuda do Añangá que a caça consegue fugir do homem caçador. Quando se aproxima é o som de assobio característico que se ouve. Salve Senhor Cervo-Branco Guardião de nossa Floresta!

Paz no Bosque!

Clareira "Ramo de Teixo" - McRoman /|\

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Hy Brazil


A cada sete anos, no devido interstício, era possível avistar a "Ilha dos Abençoados" ou Hy Brazil à sudoeste da Irlanda. As descrições afirmam que esta Ilha está em "Eterno Verão", que os abençoados frutos brotam em abundância e que muitos rios cortam esta terra paradisíaca onde os Deuses e Semi-Deuses habitam!  Sim, temos muitas conexões em nosso Brasil com os celtas!

Clareira Ramo de Teixo

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Círculo de Pedras - Amapá | BR


É no estado do Amapá, na cidade Calçoene, região da floresta amazônica que dorme um observatório astronômico criado por ancestrais de nossa Terra Brasilis. No chamado Parque Arqueológico do Solstício 127 lápides dispostas em círculo de 30 metros foram descobertas ao acaso.
Remontando à cerca de 2.000 anos, as lápides vão de encontro a afirmativa de que a Amazônia fora habitada tardiamente. No detalhe abaixo temos uma das lápides vazadas onde o Sol passa durante o Solstício de Inverno para o Hemisfério Norte, em 21 de dezembro, tendo em vista a localização da cidade!
Honra aos Ancestrais da Terra!

Paz no Bosque!

Clareira "Ramo de Teixo" - McRoman /|\

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Calan Gaef - Meio de Outono

O Meio do Outono marca um momento de reverência e reflexão rumo a nossa Ancestralidade e nossa Árvore Familiar deve ser honrada. Os Antepassados não se limitam aos ancestrais de conexão sanguínea, ou Ancestrais de Sangue, mas igualmente aos Ancestrais da Terra em que vivemos e os Ancestrais Espirituais, ou seja, àqueles que remontam as tradições espirituais à que nos conectamos. Na Ibéria a comemoração chamada de Magusto seria um vestígio dos antigos sacrifícios em honra dos mortos sendo parte da tradição preparar, à meia-noite, uma mesa com castanhas para os mortos da família irem comer; ninguém mais tocava nas castanhas porque se dizia que estavam “babadas dos defuntos”. O quanto devemos aos nossos ancestrais na construção do nosso presente? A eternidade de nossos ancestrais está tão presente em nossos rostos quanto na reverência e memória daqueles em que eles se transformaram. Assim saudamos o Outro Mundo! Slán!

segunda-feira, 17 de abril de 2017

Rede Druídica

Uma nova geração de Organização Druídica, a Druid Network é um local de encontro sagrado para uma tradição espiritual ancestral. Como uma tradição profundamente arraigada em nossa herança, o Druidismo evoluiu naturalmente através dos milênios, adaptando-se às constantes mudanças na dinâmica das relações entre os seres humanos e a Natureza. Ao ingressarmos no século XXI, a Druid network celebra a continuidade desta antiga tradição. 
Ao oferecer uma oportunidade para que o druidismo mais uma vez possa ser acessado abertamente, a Druid Network cria um fórum para a filosofia e as práticas espirituais do druidismo, revelando o quão importantes para nossos tempos são as suas bases. Como uma antiga e profunda nascente sagrada, da qual brota água fresca e cristalina, a Druid Network oferece uma mistura rica e clara de inspiração e informação – mas nem só de textos e idéias é feito o nosso website: afinal, a palavra escrita pode gradativamente perder sua importância e seu peso. Em consonância com a tradição oral que está nas origens de nossa herança druídica, o poder especial da Druid Network está nos encontros que ela permite aos indivíduos, de alma para alma, de mente para mente: indivíduos que seguramente trilham juntos o mesmo caminho. 
Ao tornar tangível a rede crescente da comunidade global do druidismo moderno, a Druid Network honra a diversidade do druidismo: afinal, no interior dessa honra à terra sagrada e à ancestralidade, temos no druidismo pagãos e cristãos celtas, animistas, politeístas, xamãs, mitólogos e muito mais. Seu diretório internacional de Ordens, Groves, Gorseddau e outros grupos estimula as diferenças originadas da localidade e da individualidade, oferecendo apoio tanto aos britânicos quanto os demais ao redor do mundo que procuram compreender, honrar e celebrar a força e a sacralidade da natureza, através das terras, mares e céus, dos ancestrais e de toda humanidade.

Fonte: Boletim Rede Druidica

sábado, 1 de abril de 2017

Círculo de Pedras Évora | PT


Parte de nossa ancestralidade se deita na Ibéria, atual Portugal, terra de alguns Círculos de Pedra das Eras Remotas. Em Évora|PT temos o sítio do Cromeleque de Almendres, um Círculo de 95 monólitos tido como um dos mais importantes da Europa. Sua disposição evoluiu de um círculo para um círculo encimado por uma figura ovalada como mostra a figura.

Os monólitos apresentam gravados em relevos figuras diversas como um Homem com Báculo, Face Humana e Discos Solares como na figura abaixo. 

Honra aos Ancestrais de Sangue!

Paz no Bosque!

Clareira "Ramo de Teixo" - McRoman /|\